Review L'amour Framboise

   

 

Marca: Roar

Modelo: L'amour 

Tamanho: 5

Material: 100% algodão egípcio penteado

Cor: Framboesa (Vermelho&Rosa) & Preto & Branco

Gramagem: 270 g/m2

 

Esta é a semana do amor, das emoções fortes, do dar sem esperar nada em troca. É a semana em que o amor está no ar! Está no ar, está no carregar, está nos wrap que nos aparecem. Mas diria que também está no espírito de partilha da comunidade de babywearing, está na confiança de partilhar algo que nos é muito querido (mesmo que a intenção seja de domar a fera smile), ou na amizade que nos une a todas.

O amor, a amizade, no fundo as relações são compostas por desafios por isso esta review também foi um desafio para a Dulce e para a Marília. Elas tinham de usar e fotografar apenas um dos lados do pano e partilhar a experiência de usar o pano dessa forma. A Dulce ficou com o "Lado Ardente Vermelho" e a Marília com o "Lado Clássico Preto e Branco".

Vamos ver o que o desafio nos trouxe.

"Lado Ardente Vermelho"

Hoje vamos partilhar esse amor e falar em conjunto de um pano lindíssimo, o Roar L’amour Framboise.

Eu não sei por vocês mas eu confesso que andava há meses a namorar este menino. Os panos desta marca são lindos de morrer, rústicos, mas com classe. Feito de forma a parecerem wraps tridimensionais, com desenhos feitos à mão e inspirados no design escandinavo. No caso deste pano, e na versão mais pink do mesmo, um dos lados tem cores profundas de rosa, e um borgonha ou vinho ou bordô (escolham aquela que melhor vos assentar, eu gosto de todas estas variações), com um padrão doce, romântico, de corações em cinza, que faz lembrar o dia dos namorados mas também o namoro que fazemos ao longo do ano! Tem uma variação de cores tão bonita e um padrão tão sugestivo que se não estivesse apaixonada pelo pano teria ficado depois de olhar para ele!

Este pano tem uma gramagem de 270 g/m² (pré lavado) de algodão penteado egípcio (certificado pela OEKO TEX 100), com uma tecelagem tridimensional. E vocês sabem…este pano não desilude mesmo. É lindo de morrer, é lindo de se usar e super confortável. Levamo-lo a passear à linda Ericeira e foi um passeio espetacular de amor no pano e de luz ao entardecer.  Demos-lhe o mesmo amor que ele nos deu ao vir ter a nossa casa.

Este pano não é fofinho mas também não é rugoso. Tem um toque original, como o pano. Esta textura confere-he uma boa grip, com amarrações estáveis que ficam no sítio e nós que não se desfazem nem ficam lassos com a utilização prolongada. Tem um diagonal média que se traduz num pano muito confortável. A trama é muito fechada o que faz com que não seja um pano muito transpirável mas esta característica juntamente com as suas cores quentes tornam-no num pano muito confortável. Engraçado que apesar da trama fechada, o pano é de espessura fina e por isso quando o usei até o achei muito fresco.

No fim k posso dizer? Fica que morri de amores! Eu bem gostava mas este menino está no coração de outra pessoa e por isso ao fim de uma semana teve de ir para a próxima utilizadora.

Dulce Ferreira

 

"Lado Clássico Preto e Branco"

O Amor pode tomar várias formas e este pano tem mesmo que estar ligado ao Amor, ao amor de carregar os nossos filhos que por sua vez também foram gerados em amor, ao Amor Amizade que fez este pano chegar até às minhas mãos. Uma amizade que começou no desejo de uma mãe de carregar a sua bebé pequenina junto a si. Um desejo por vezes difícil de entender por quem lhe era mais próximo, mas um desejo tão forte que ultrapassou pressões e ideias contrárias. Assim conheci essa mãe e a mim foi dado o papel de lhe ensinar muito do que sei desta arte de carregar bebés.

Surgiu, então, um pedido de ajuda. Ajuda para tornar mais macio este Roar L’amour Framboise. Que contente fiquei e pedi autorização para partilhar essa alegria com mais "amigas dos panos".

Eu fiquei com a utilização do pano do lado direito e levei-o para um Encontro de Babywearing com mais mães, pais e bebés e carreguei as minhas duas filhas. A mais crescida que por sua vontade não sairia do meu colo e a mais pequenina que há muito queria ser autónoma mas que me fez a vontade de se deixar carregar novamente "na barriga Mamã!" diz-me ela quando lhe proponho fazer uma amarração nas costas. Este pano é um pano robusto que nos dá um excelente suporte para carregar bebés crescidos. Suave ao toque e com um padrão e cores lindos.

Este "menino" precisa agora voltar a casa e dar um abraço a mãe e filha.

Marília Pereira

(Fotos: Patrícia Ferreira)