Review Grove Mono

 

Para todas as guerreiras que andam por aí?

 

 

Marca: Lovaloom

Modelo: Grove

Composição: 54% Algodão Prime, 23% Seda, 23% RAMIE

Gramagem: 315 g/m²

Cor: Preto & Cinza

 

Há por aí alguma guerreira que esteja a ler este post? Acusem-se? Como foi ser mãe? São mães pela primeira vez ou não? Foi tudo muito fácil na vossa maternidade? Ou ainda estão a descobrir como é sobreviver neste mundo em constante movimento? Pois é para mim a maternidade foi e continua a ser uma descoberta. Descoberta dos meus limites, descoberta de como fazer a coisa certa, descoberta de como educar. Educar com paciência, amor e acima de tudo sabedoria, porque aquilo que fazemos hoje, com e para os nossos filhos, têm repercussões no seu futuro. E ainda hoje descubro que a maternidade não é aquele sonho idílico que tinha há 4 anos atrás, é muito mais exigente, um trabalho a full time sem folgas, compensações ou benesses. Vocês sentem o mesmo? E neste mundo de descobertas que surgiu o babywearing na minha vida. Uma forma de carregar os meus bebecas sem deixar para trás aquilo que preciso de fazer e sem privar os meus filhos daquilo que mais gostam (pelo menos gosta de pensar assim smile), o meu colo! Nesta viagem descobri e redescobri-me como mãe, como mulher e até como profissional. Ser mãe nem sempre é fácil e este pano faz-me lembrar de todas as mães guerreiras. Porquê? Vou-vos contar!

O Grove chegou até mim dentro de um envelope de tecido preto com uma fita que traz bordado o nome da marca em contínuo. Quando olho para esta fita desenhada sabem o que me faz lembrar? Um encantamento. Como se fosse um feitiço em forma de letras. E esse feitiço é reproduzido em toda a bainha do wrap, como se a magia continuasse pelo pano e no acto de carregar, um amor!

Depois de retirar o wrap deste invólucro tão preciso deparo-me com um pano suave ao toque, provavelmente devido à sua blend. Nem grosso, nem fino, com a espessura certa que não demonstra a sua gramagem elevada. Não mesmo! Aliás surpreende nesse facto, como em outros. Sabem aqueles panos tesos de gramagem elevada que são difíceis de amarrar? Este pano não tem nada disso. A gramagem deste pano confere-lhe robustez para suportar o peso de um toddler, como lhe confere a flexibilidade para amarrar um bebé mais pequeno. Acho que fiquei mesmo enfeitiçada!

Depois de amarrado é de um conforto incrível, com uma grip muito boa em qualquer amarração (frente, lado ou costas, camada única ou multicamadas). Não cede, não escorrega, não magoa. O bebé fica aconchegado em nós e ele mesmo parece desfrutar do pano como um verdadeiro apreciador daquilo que a vida tem de melhor. Quando estou com ele colocado sabem qual a imagem que me vem à mente? Uma guerreira celta, que carrega o seu filho no fim do dia, junto a uma bigorna a dar forma a uma espada para enfrentar as batalhas da vida. Este pano é confortável a esse ponto, o de manter atividades intensas e por um longo período preservando o conforto para quem carrega e para o bebé também. Aquela guerreira que está ali precisa das mãos e dos braços para trabalhar a sua espada, não pode deixar de enfrentar a vida mas também não pode abandonar a sua cria, e muito menos pode deixá-la desprotegida aos perigos do dia a dia. Por isso ela continua!

As cores escuras em tons de preto e cinzento do pano dão-nos a tranquilidade, como dá a qualquer guerreira, de levar o pano para diferentes contextos sem ter medo de o sujar, ou pelo menos sujar e ver-se lol. Mas estes tons escuros e a trama mais fechada faz com que o pano seja quente para dias de verão. Creio que as folhas desenhadas fazem pensar no outono e em dias mais frescos e nessa altura este pano é excelente. Mas não pensem que é assim tão quente porque a sua blend conferem-lhe a frescura necessária a ambientes mais quentes aliado ao facto que tanto o algodão como a fibra de ramie tem a capacidade de absorver a transpiração que posso haver da díade bebe-pessoa que carrega. A conjugação de algodão com seda e ramie também confere ao pano resistência, facilidade para lavar e consistência ao pano. Pela sua composição o pano pode facilmente ter uma vida longa, de fácil manutenção, sem que as fibras encolham ou se danifiquem. Yeahhhh, nada de pulls!

No fim este pano é muito especial, tal como a mulher é especial para o povo celta. Mas a marca Lovalom não surgiu inspirada nos contos celtas. Esta é uma marca desenvolvida pela Christina Lazzari, que pretende trazer um toque de modernidade e luxo aos slings dos dias de hoje. A fundadora revela que são panos inspirados na moda de paris e pretendem trazer suavidade e conforto para carregar os nossos bens mais preciosos, os nossos filhos. E como acredito nisso! Wraps personalizados em tear italiano, num belo jacquard, por forma a ajudar os pais de hoje a carregar com estilo e glamour.

Ficaram interessados? Experimentem estes wraps e carreguem os vossos filhos. Não vão ficam desiludidos e vão perceber que Babywearing é mais do que carregar. Babywearing é amor!

Dulce Ferreira