Review Didymos Zephy

Composição: 100% Algodão Orgânico 
Gramagem: 260 g/m²  
Marca: Didymos
Modelo: Zephyr
Cor: cru, amarelo, vermelho, azul turquesa
Idade Recomendada: Desde o nascimento 
Lavagem: Max. 60°C, baixa centrifugação e ciclo suave
Edição: Edição Limitada (Janeiro 2018)
Preço: Entre 89€ e 169€
 
Didymos é uma empresa com uma longa tradição e um papel de grande relevo no mundo do babywearing desde 1972. A marca é, a nível mundial, sempre associada a alta qualidade e beleza. Trata-se de uma empresa familiar, criada por Erika Hoffmann, que procurou uma forma prática e descomplicada de manter os seus gémeos recém-nascidos e os dois filhos mais velhos, junto a ela, enquanto realizava as suas tarefas diárias.

Assim que iniciei esta aventura no mundo do babywearing (com o mesmo intuito que Erika Hoffmann!) li tantas críticas positivas e recomendações em relação aos panos Didymos que depressa decidi que teria de investir num trapo da marca. Difícil estava a ser a escolha, tendo em conta a vasta coleção de panos, repleta de cores e texturas maravilhosas.
Quando menos esperava, ao abrir a página do Facebook, deparei-me com um post de apresentação do Zephyr e fez-se luz, pensei de imediato "É este!" e assim foi, este belo trapinho foi a minha prenda de aniversário (de mim para mim ahahahah).

Fiquei completamente rendida às cores, a lembrar um arco-íris de tons suaves, e ao seu padrão geométrico inspirado nos cataventos. Este pano chama-se Zephyr em referência a Zéfiro, o deus grego Ζέφυρος (Zephyros), que é a personificação mitológica do vento do Oeste.
O pano tem apenas as cores cru, amarelo, vermelho e azul turquesa, mas devido à junção de cores na sua tecelagem parece um verdadeiro arco-íris e tem dois lados completamente diferentes. De um lado cores suaves a lembrar a Primavera, do outro cores mais intensas que lembram o Outono. Este pano é mesmo assim, versátil, oferece conforto em qualquer estação do ano.

 
O tecido é algodão 100% orgânico e ao primeiro toque confesso que fiquei um pouco desiludida, pois esperava um pano mais suave e macio, mas conquistou-me a cada utilização e neste momento não podia estar mais satisfeita. Continua a não ser um pano suave ao toque, devido à textura acentuada do seu padrão, mas é macio, muito maleável e fácil de ajustar. O Zephyr tem uma boa diagonal, oferecendo sempre um belo abraço, e boa aderência, sem dificultar os portes de 2 camadas.
Com 260 g/m², este é um pano um pouco mais grosso que grande parte dos Didymos que tive oportunidade de experimentar, mas não deixa de ser um pano leve e confortável mesmo nas estações quentes. Oferece bom suporte e não o sinto nos ombros, mesmo quando usado durante longos períodos. Neste momento é o "menino dos meus olhos".

Para vos mostrar o Zephyr escolhi um passeio de fim de tarde no "meu" Castelo de Palmela, zona com vários moinhos de vento, onde podem ver um pôr de sol magnífico e uma paisagem muito bonita. De um lado Setúbal e a nossa Costa Azul, do outro Lisboa. Recomendo a visita... e o pano também!

  Milene Pereira