Review Crocus

 

Marca: Cana
Modelo:  Crocus
Tamanho: 3
Gramagem: 255 g/m2
Cor: Beje e Verde
Material: Algodão, Seda Bourette

 

Hoje a minha mãe recebeu um pano novo. Estava toda contente por poder experimentar um handwoven da Cana. Não sei muito bem o que quer isso dizer… mas também não importa, só sei que me deu um sermão de que não posso fazer cocó fora da fralda, nem morder o pano e muito menos babar-me para cima dele. Que raio terá este pano para não poder fazer nada? Que seca! O que vou fazer enquanto tiver agarradinha a minha mãe? Hummm talvez aproveite para dormir ou com sorte se me levar à rua poderei sentir o vento na minha cara.


 

Vi a minha mãe abrir a caixa, parece um pano curto. Será que vou conseguir caber ali? Espero que não me ponha de dieta! Para além de curto parece ter as cores do Outono, vou mexer-lhe… Não é muito fofinho… tem uma textura rugosa, mas não desagradável. Estou curioso para ver o que a minha mãe consegue fazer. Ela que não espere que vá colaborar muito. A não ser… bem  a não ser que seja subornado. Lá vem ela… já vos conto como correu!

Parece que este pano dá para mais do que eu pensei, já experimentamos um poppins e um reinforced torso carry… eu não me importo, posso experimentar mais, desde que não me tire esta maminha que tenho aqui à frente. Que bem estou, venham mais panos destes! Como a minha maminha na boa podem vir todos os panos, todas as posições, todas as tentativas! Todas! Não me importo nadinha.  Ao contrário do que parecia, consigo estar aqui perfeitamente sentado, não consigo sequer desfazer este acento como tantas vezes gosto de fazer para arreliar a minha mãe eheheheh. Este pano não se mexe, desde que a minha mãe deu o nó, que andamos aqui por casa a arrumar brinquedos (que eu e a minha mana deixamos espalhados) e é como se tivesse acabado de ser colocado.

Esperem… esperem, acho que vai haver alteração de planos. Não estou a perceber… Um rucksack espera-me! Tenho de vos dizer, gosto deste pano! Não mexe nada quando estou sentado, sinto o meu rabinho e pernas bem apoiado. É fino sem me deixar com medo de poder cair. Fresco, como se pudesse ir à praia com a minha mãe e ainda assim não iria sofrer com o calor do sol. Mãe podemos experimentar! Parece que não vou ter sorte, ohhhh.

Acho que vou começar a reclamar, quero ir ali ao monte dos brinquedos buscar aquele carro. Mãeeeeeeeee deixa-me sair!!!! Chega de pano!!! Quero ver se continuo no meu treino de pernas e se me ponho a andar, quero aquele carro! Não vale a pena dares pulinhos… QUERO SAIR!

Bem malta, não fiquem à espera de mais, por hoje é tudo!

 Dulce Ferreira