Review Ava Ultra Pink Brown Glam

 

 

Marca: Yaro Slings

Modelo: Ava Ultra Pink Brown Glam
Tamanho: T6
Gramagem: 270g/m2
Material: 99% algodão & 1% glitter
Produzido em: Amesterdão
Cor: Rosa e castanho



Olá a todos!!


Esta é a última review que escrevo para o "Panos Viajantes" e por isso tinha de ser uma daquelas muito especiais.
Há algumas noites atrás sonhei com um pano, mas claro que não podia ser um pano qualquer, tinha de ser naqueles únicos e especiais com o qual nunca me tivesse cruzado. Ainda hoje não faço ideia que pano era, agora há distância não me recordo sequer da sua cor padrão ou textura, só uma única característica que a minha memória registou, o glitter.

Não tendo nada haver com o meu sonho dias depois recebo este maravilhoso Ava que está prontinho por dar colinho por terras lusas, mas antes parou cá em casa para vos contar um bocadinho sobre ele ou ela 😉

Apresento-vos a Ava!!!

"Olá amiguinhos, o meu Nome é Ava. Foi desenhada e criada pela empresa Yaro Slings em Amesterdão, na Holanda. Tenho a certeza que o meu padrão não é para vós desconhecido. Faço parte da Família Ava Contra tecidos com suaves fios de algodão, de cor rosa e castanho, abrilhantados com fio brilhante.
Talvez se crie comigo uma relação de amor/ódio, por um lado o meu belíssimo padrão floral com cornucópias coberto de reflexos brilhantes por outro o meu aspeto possante e robusto.

A minha trama conferem-me algumas características que me deixam apta a carregar um elefante. Estou a brincar, um elefante mesmo que bebé talvez seja demasiado até para um Contra. Brincadeiras à parte, a minha tecelagem confere-me um toque robusto, ligeiramente áspero, mas que se vai amaciando conforme a quebra. Torna-me perfeito para carregar um toodler, forte e com um balance perfeito para transformar peso numa pluma.
Não me confere grande diagonal o que pode dificultar os ajustes (nada que esforço, dedicação e um pouco de suor não resolvam). Depois de perfeitamente ajustado não mexe uma palha, não descai, não necessita de ajustes, não magoa nos ombros e não se sente peso. Quase perfeito não é? Quase! Não se pode dizer que seja defeito, são gostos e gostos não se discutem, mas ao contrário de alguns familiares meus, sou bastante grosso e quando em finalizações xpto torno os acabamentos demasiado volumosos o que não é propriamente mau, são gostos de carregador.


Passando ao glitter, em termos de características ao pano pouco ou nada (mais nada) me acrescenta pois não altera as características conferidas pelos 99% de Algodão, mas a nível de beleza faz toda a diferença. É deslumbrante contemplar o meu padrão com os milhares de brilhantes que por mim vão aparecendo, mas nem tudo é perfeito e por não ser fio natural tem tendência a produzir um efeito na pele semelhante ao da lã (aquela sensação de picar/arranhar ou até mesmo fazer comichão). Por isso e talvez como dica para quem não me resiste, recomendo que me usem assim no inverno fresquinho, aquela altura do ano em que temos o corpo todo coberto e assim aliamos o conforto do pano à sua beleza sem o desconforto provocado pelo brilho adicional.

Não é de todo fácil captar o efeito brilhante em fotos mas acredito que esta família o tenham feito exaustivamente.
Deixo-vos alguns dos momentos que passamos juntos."

Obrigado querida Ava por nos falares um bocadinho sobre ti.
Que vás depressa dar muitos colinhos por este Portugal fora e com um bocadinho de sorte que regresses para mim.

Débora Santos